Resolvi escrever crônicas

Bom, decidi postar nesse blog, que eu só fiz por causa da antiga faculdade que eu estudava (era para uma matéria sobre tecnologias digitais), e que só tem post random, as crônicas que venho produzindo. Elas falam sobre as mais variadas coisas, como toda crônica, mas como estou curtindo escrever esse tipo de texto, acho que posso postar aqui pra que alguma alma perdida pela web acabe lendo.

Anúncios

Por que as pessoas dos anos 80 eram mais stchilo?!

Tooooooooooooooooda vez que vou procurar roupas, ou vou em algum rolê e vejo aquele bando de pirigótico, me dá uma tristezinha no coração, e penso com meus botões “por que raios não estamos nos anos 80?”

Sééério! O povo daquela época era super DIY e todas as roupas eram lindas, e os cabelos enormes, e as makes carregadas, e ninguém falava n-a-d-a! Simplesmente pq naquela época TODO MUNDO andava com cabelo armado e com make carregada, mas os góticos e punks eram, sem dúvida, os melhores (hohoho), claaaaro que os neoromantic tbm eram mara vai, quem não curte aquele topetinho do Morrissey?! Eu curto…

Pela volta dos anos 80 e dos maxi hair! *_*

dels memata diva

Vemnimin, anos 80!

 

 

Fãs do The Cure são “rycas”

Eu sei q eu esse assunto já está um pouco batido, até pq os ingressos do show do The Cure começaram a ser vendidos no dia 21 de fevereiro, mas de qualquer forma, ainda estou chocada com os valores. Os ingressos vão de R$ 125,00 (arquibancada C, nem da pra ve-los) até R$ 500,00 na área VIP. Bom isso me fez lembrar os valores dos shows góticos nos últimos anos aqui no Brasil.

O The Mission, por exemplo, fez um show em maio de 2012 em terras tupiniquins, e sabe quanto foi o ingresso mais caro? Cento e vinte reais, é isso mesmo. Ai vc me diz “Okay mas o The Cure é uma banda mais famosa que o Mission”, ah tah então quer dizer que pq o The Cure caiu no “gosto popular” e o The Mission deixou esse gostin nos anos 80, então eles são menos importantes? Ok o The Cure vai tocar no estádio do Morumbi e o Mission tocou no Cine Jóia, mas e daí?

The Mission
Continuando, o The Sisters of Mercy, por exemplo, é tão famosa quanto o The Cure para o público gótico, mesmo que o Andrew Eldritch insista em dizer que odeia goths e que sua banda não é nada gótica e mimimi, o ingresso mais caro do show de 2012 foi 220 reais. E eles tocaram no Via Funchal, que é uma casa de shows tradicional em SP.

Sisters Of Mercy
Uma banda mais nova, o Deathstars, paguei 60 reais no ingresso e fiquei na grade e ainda depois conheci o baixista Skinny e a mulher dele (Jeanette) AQUI ESTÁ A PROVA (de que eu acordei os dois só pra tirar uma foto x.x, e de que meu inglês era péssimo em 2010). Ok, o show foi no Carioca Club, lááá no fim da Cardeal Arcoverde, andei que nem um camelo pra chegar até lá.

Deathstars
Tá o que eu quero dizer com esse post é que, o The Cure, juntamente com as outras bandas citadas, é uma das minhas bandas preferidas, e o que me deixa com mais raiva é que a publicidade em cima desse show está sendo tão grande, que 90% das pessoas que vão ao show sequer conhecem alguma música além de Boys Don’t Cry. Enfim me revolto pq eles colocam os ingressos pra vender praticamente um mês antes do show e cobram um absurdo, e nós que gostamos tanto da banda precisamos vender a alma ao diabo pra conseguir um ingresso. No meu caso dois, afinal meu marido vai junto, claro.
Infelizmente a questão do dinheiro é sempre mais forte, outras bandas tão boas quanto o The Cure vem para o Brasil e tem shows super vazios, além disso, eu falei somente dos shows mais recentes, de 2011 pra cá, sem contar os shows do Trisomie 21 e do Vomito Negro, que aconteceram em 2009. E nem preciso né?

Fotos do show do Deathstars e do Trisomie vcs encontram aqui: http://www.goticosp.com.br/
Ingressos do The Cure para as rycas: http://www.livepass.com.br/the-cure-sp/

Robert Smith - The Cure

“não tenho nada a ver com isso!”